Psicogestão: cuidado com as pessoas e excelência estratégica


Que a preocupação e o cuidado com a saúde mental dos colaboradores é essencial, não há discussão. Hoje, muitas empresas oferecem acompanhamento psicológico aos funcionários de forma a evitar que doenças avancem, mas tratar dos sintomas é suficiente? 

Nós achamos que não. Para a New Mind, o cuidado com a saúde mental dos colaboradores começa quando ela é levada em consideração em cada tomada de decisão. Nós fazemos isso somando psicologia organizacional, campo da psicologia relacionada ao estudo do comportamento humano dentro das empresas, com uma gestão humanizada e responsável, ou seja, com psicogestão.

Se esse é um assunto novo para você, continue lendo para saber como a New Mind trouxe esse conceito para realidade de forma a levar o Prêmio ABC de Comunicação nessa categoria. 

As vantagens competitivas da psicogestão

Um dos benefícios mais evidentes da psicogestão é a obtenção de uma vantagem competitiva no mercado. Ao cuidar da saúde mental dos funcionários, a organização se destaca pela sua preocupação com o bem-estar de todos, o que atrai talentos e retêm profissionais qualificados.

Além disso, a psicogestão gera um clima organizacional mais leve, com confiança do time em relação à gestão, o que reflete em resultados importantes como engajamento e fortalecimento da cultura. No nosso caso, gerou uma recertificação de 93% do Great Place to Work. 

Outra vantagem é que a liderança tem mais respaldo e maior controle na tomada de decisão, ancorada por um especialista do comportamento humano. Isso quer dizer que eles têm uma ideia mais assertiva sobre como agir diante dos desafios e como comunicar uma decisão ao time.

Psicologia para além dos processos seletivos

Na prática, o conceito é simples: criamos o Conselho de Psicogestão. Por isso, todas as decisões da alta gestão da New Mind que terão maior ou menor impacto nas pessoas, no time, são sempre discutidas e ponderadas entre os gestores e o psicólogo de desenvolvimento organizacional, Daniel Teles.

O psicólogo atua efetivamente como conselheiro, valendo-se das técnicas comportamentais, não tendo poder de decisão, mas de ponderação, envolvendo necessidades da gestão e necessidades do time. Portanto, no conselho, debatemos assuntos, como:

> Gestão e melhoria dos processos
> Gestão e desenvolvimento das pessoas
> Relação entre as áreas, os times e os clientes
> Processos de contratações e de desligamentos
> Impactos e amenização das tomadas de decisão que precisam ser top down
> Clima organizacional> Produtividade
> Bem-estar da equipe
> Bem-estar dos gestores
> Suporte às decisões societárias

Psicogestão para cuidar de pessoas e de profissionais

Em suma, a psicogestão, como aplicada pela New Mind, representa um avanço significativo na abordagem da saúde mental no ambiente de trabalho. Integrando a psicologia organizacional à gestão, a empresa coloca a saúde mental dos colaboradores no centro de suas decisões, gerando benefícios tangíveis.

Para conhecer melhor como a implementação da psicogestão transforma nosso o ambiente de trabalho e o relacionamento com nossos clientes, converse com nosso time e veja como o nosso negócio pode alavancar o seu.

Liderança inspiradora no LinkedIn: por que construir sua marca?

Ações internas valiosas fazem da liderança inspiradora uma ferramenta que pode sair das redes corporativas e se destacar no LinkedIn; entenda os benefícios


Liderar uma equipe não é uma tarefa simples, exige comprometimento, empatia, inteligência emocional e muita sabedoria para conseguir extrair o melhor da equipe. Por isso, a liderança inspiradora é tão fundamental na manutenção da cultura corporativa e no desenvolvimento dos profissionais.

Os líderes são uns dos principais responsáveis por manter a boa harmonia no ambiente de trabalho, intermediando situações e contribuindo com o desenvolvimento coletivo. Isso significa que a maneira como eles falam ou agem são capazes de influenciar não apenas os sentimentos, mas também, as ações. 

Embora exista uma separação entre vida pessoal e profissional, pode haver a necessidade desses dois mundos conviverem juntos. Um exemplo disso, são as redes sociais corporativas e de networking, como o LinkedIn. A participação ativa dos líderes no LinkedIn faz diferença não apenas para o time que está sendo liderado, mas também para a empresa. 


Quais são os resultados da liderança inspiradora no LinkedIn?

Construção de relacionamentos
Apresentar seu papel como liderança inspiradora no LinkedIn é um jeito de se conectar com outros profissionais relevantes, como parceiros comerciais, clientes em potencial e até mesmo possíveis candidatos a emprego. Esses relacionamentos podem gerar colaborações, oportunidades de negócio e a retenção de talentos. 

Aumento da visibilidade da marca
Líderes envolvidos no LinkedIn representam suas empresas. Afinal, compartilhar conteúdo relevante e valioso pode aumentar a visibilidade da marca e fortalecer a posição no mercado. E consequentemente, atrair mais seguidores, gerar interesse na empresa e fornecer exposição positiva.

Humanização da empresa
Ao compartilhar experiências próprias como liderança inspiradora, é possível mostrar o lado humano das relações profissionais. Dessa maneira, é possível criar uma conexão emocional com o público, humanizar a empresa, construir a confiança na marca e impulsionar o senso de pertencimento dos colaboradores.

Reconhecimento e credibilidade
Líderes ativos no LinkedIn têm o potencial de influenciar outros profissionais e até mesmo moldar opiniões, o que aumenta a credibilidade. Além disso, eles passam a ser reconhecidos como defensores da marca, promovendo os valores e objetivos da empresa, e contribuindo com o engajamento de toda a equipe. 

Fortalecimento da cultura 

Ao expressar a direção em que a empresa está indo e os princípios pelos quais ela se guia, os líderes inspiram a equipe a se alinhar e se comprometer com esses objetivos. Ações como essa estimulam a integração no ambiente de trabalho e potencializam o reconhecimento como marca empregadora.


Cultivo da boa liderança nas ações

Para colher os frutos da maior visibilidade e reconhecimento no LinkedIn, não basta apenas compartilhar experiências e palavras bonitas. A ação diária de uma liderança inspiradora é o maior e mais importante pilar para receber a validação do público como influência positiva.

Sendo assim, procure conhecer histórias de sucesso para ter referências do que você também pode proporcionar para sua equipe. Além disso, reforce sempre a cultura corporativa da empresa, com um canal de comunicação aberto, que identifique e valorize os desafios superados e as lições aprendidas. 

A partir do momento em que o ambiente de trabalho promove um espaço de trocas, a própria equipe se sente confortável para compartilhar insights e conselhos relevantes para ajudar os profissionais em suas carreiras e desenvolvimento pessoal. Isso estimula o engajamento, pertencimento e incentiva os colaboradores a crescerem, aprenderem e se superarem.


Como ter a liderança como marca no LinkedIn?

Mesmo que você tenha uma visão de si apenas como profissional, para receber o reconhecimento de liderança inspiradora no LinkedIn é preciso, em primeiro lugar, se entender como uma marca. O que isso quer dizer?

Significa que é preciso desenvolver uma estratégia eficaz para posicionar sua marca e conseguir aumentar a visibilidade, atrair talentos, leads qualificados e estabelecer credibilidade no mercado. Até porque, líderes também sao vistos como influenciadores e guardiões da marca e isso pode gerar boas oportunidades. 

Sendo assim, conte com a parceria de quem entende do assunto e está aqui para compartilhar conhecimento com você. A New Mind é uma agência de comunicação que há mais de 20 anos desenvolve campanhas, negócios e pessoas com ferramentas que potencializam histórias e resultados. 

Para valorizar suas ações na liderança e inspirar clientes, colaboradores e potenciais parceiros, clique aqui e entre em contato com a nossa equipe.

Diversidade na comunicação interna: você sabe como abordar?

Entenda como a diversidade na comunicação interna pode alavancar a cultura e os resultados do seu negócio com um bom clima organizacional e desenvolvimento coletivo

diversidade na comunicação interna

Há quem diga que as empresas não devem se envolver com causas sociais, no entanto, ter como pilar da cultura corporativa o fomento ao respeito e à inclusão é valorizar a singularidade dos colaboradores. E promover esse valor na comunicação interna é uma excelente maneira de ser reconhecida como marca empregadora e atrair talentos. 

Diante do atual cenário, a diversidade deixou de ser uma pauta a ser trabalhada apenas para gerar identificação entre os clientes. Isso significa que, cada vez mais, profissionais dos mais variados setores estão buscando oportunidades em empresas que se comprometem em oferecer um ambiente de trabalho acolhedor e plural. 

Por isso, saber como trabalhar com esse assunto no endomarketing passou a ser uma necessidade. Mas não se engane, a diversidade na cultura corporativa vai muito além de fazer com que o público se sinta representado em determinados espaços. 

Vamos entender um pouco mais sobre as estratégias e benefícios da diversidade para a comunicação interna e o employer branding das empresas? Confira!

Como abordar a diversidade na comunicação interna?

Embora a diversidade ofereça benefícios para pessoas e empresas, sua implementação pode enfrentar

diversidade na comunicação interna

alguns desafios. Alguns obstáculos comuns são viés inconsciente, resistência à mudança e falta de representatividade em cargos de liderança.

Para integrar todos os colaboradores no mesmo entendimento de respeito e acolhimento à diversidade, é preciso se comprometer com iniciativas que incentivam ou promovam a aprendizagem. Isso potencializa o employer branding e o sucesso organizacional.

Em vista disso, diferentes estratégias podem ser adotadas para introduzir o assunto na comunicação interna. Confira seis exemplos de ações do endomarketing que podem ajudar equipes a serem mais assertivas durante esse processo.

6 ações do endomarketing para a diversidade 

  1. Conheça o seu público
    Uma das primeiras iniciativas a serem tomadas para falar de diversidade é entender o seu público. Sendo assim, promover uma pesquisa de satisfação é um bom jeito de extrair dados demográficos dos funcionários e analisar a participação de grupos minorizados da equipe. 
  2. Escolha as datas comemorativas
    Mesmo que o ano possua uma série de datas comemorativas, saber como aproveitá-las é fundamental para ajudar a comunicação das empresas a se conectarem com seus funcionários. Por isso, conheça as principais e escolha as que fazem mais sentido trazer para o calendário organizacional. 
  3. Adapte a linguagem para o seu público
    Uma comunicação eficaz é aquela que passa a mensagem de uma maneira clara. Adaptar a linguagem do conteúdo abordado é fundamental para estimular a empatia e a compreensão sobre o assunto.
  4. Crie uma jornada de aprendizado
    Empresas que estão se alinhando com pautas de inclusão e diversidade precisam começar do zero. Ao abordar os conteúdos, comece dos mais simples e explicativos, como nomenclaturas e datas, e evolua para os mais complexos, como estigmas sociais. Assim você proporciona uma jornada de aprendizado.
  5. Teste diferentes canais de comunicação
    Variar o conteúdo entre diferentes canais de comunicação é uma das maneiras de descobrir o que é mais eficaz. Portanto, ofereça palestras, e-books, vídeos, podcasts, e-mail marketing, posts em plataforma interna, cartilhas, pílulas de conhecimento entre outras ações.
  6. Comitê de diversidade
    Por fim, transforme o aprendizado em ações práticas. Além de incentivar a participação dos colaboradores nas atividades da empresa, a criação de um comitê de diversidade também demonstra o comprometimento da empresa em cuidar das pessoas.

Qual é o impacto da diversidade nas empresas?

Enquanto a falta de incentivo afasta potenciais talentos, agregar a diversidade e a inclusão na cultura valoriza as pessoas e o próprio negócio. Afinal, ambientes inclusivos tendem a ser mais igualitários e fazem com que os profissionais se sintam mais respeitados, acolhidos e queiram estar ali por identificarem oportunidades de crescimento e desenvolvimento.

Além de melhorar o clima organizacional, também promove o enriquecimento cultural, pois pessoas com diferentes gêneros, idades, orientações sexuais e origens étnicas possuem vivências e habilidades diversas, isso viabiliza uma troca recíproca de experiências e impulsiona a aprendizagem de todo o time. 

O intercâmbio de conhecimentos não contribui apenas com o desenvolvimento pessoal, ele também faz a diferença na criatividade, pois quando aprendemos com a experiência do outro, expandimos o nosso entendimento para novos pontos de vista. Ou seja, equipes diversas são mais criativas e têm mais facilidade para resolver problemas de maneira eficaz. 

Como consequência, essa pluralidade de ideias também estimula a capacidade de adaptação às mudanças, permitindo uma tomada de decisão mais informada, completa e assertiva. Sendo assim, promover a diversidade tem se mostrado cada vez mais importante para as organizações e saber como integrar essa pauta é indispensável.


Saiba como promover a diversidade

A diversidade pode ajudar no reconhecimento da empresa como uma marca empregadora, mas apenas se a comunicação interna souber como transmitir a mensagem de maneira honesta e verdadeira. 

Para não cair no discurso vazio e destacar a sua empresa, é importante que a cultura corporativa seja sólida e que os valores e responsabilidades coletivas sejam muito bem trabalhados com toda equipe. 

Por isso, contar com a parceria de uma agência de comunicação especializada, como a New Mind, pode ser o caminho certo para o sucesso. Com uma experiência de mais de 20 anos, temos a expertise que você precisa para aprimorar a relevância e o impacto da sua marca de dentro para fora.